O que fazer nos Açores

Os Açores não deixam ninguém indiferente e há sempre algo para ver ou fazer.
A presença portuguesa remonta há cerca de 600 anos, mas este é um local universal, onde a natureza domina. E, com ela, surgem experiências culturais, desportivas e gastronómicas. Visitar museus, observar baleias e perder-se em caminhadas. Eis apenas algumas das nossas propostas para que aproveite ao máximo os seus próximos dias nestas ilhas atlânticas.

MUSEU DE ANGRA DO HEROÍSMO

A cidade onde decorre o ANGRAJAZZ, Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, é uma cidade considerada Património da Humanidade pela UNESCO. Por isso, nada melhor do que uma visita ao museu da cidade, situado no Convento de S. Francisco. Até 15 de setembro, pode ver a exposição de pintura de Vasco Pereira da Costa, uma figura da cultura açoriana que, para além do seu trabalho como intelectual, escritor e poeta de referência, é também artista plástico.
Nesta exposição, temos o resultado da experimentação de técnicas apreendidas num períplo por museus e centros de arte contemporânea de diferentes partes do mundo. A sua abertura a novas tendências, a predominância da técnica mista e a utilização de materiais não nobres pode igualmente ser entendida como uma consequência da sua admiração por Antoni Tàpies e Louise Nevelson.

LADEIRA DE SÃO FRANCISCO
9700-181 ANGRA DO HEROÍSMO
museu-angra.azores.gov.pt

 

OBSERVAÇÃO DE BALEIAS

Whale Watching

Um dos principais atrativos das ilhas dos Açores reside na oportunidade de poder observar uma vintena de diferentes espécies de cetáceos ao longo do ano.
O turismo local soube desenvolver várias empresas com equipas de profissionais compostas por skippers, biólogos e vigias.
A observação de cetáceos é uma atividade praticada nas águas de todo o arquipélago, pelo que há vários pontos de partida, espalhados por várias ilhas, que servem de base para quem queira contactar com estes impressionantes mamíferos.

 

CAMINHADAS NA NATUREZA

Walking Trails

Os Açores têm uma rede de percursos pedestres classificados pelo Governo Regional dos Açores. Estes caminhos garantem a segurança e tranquilidade dos frequentadores dos passeios a pé pela Natureza.
No passado, a viagem entre localidades da mesma ilha era feita por mar. Havia poucas estradas e os caminhos não permitiam a passagem a carruagens ou carros de bois. Na sua maioria, eram caminhos no meio da vegetação, calcada por onde passavam os habitantes no seu dia-a-dia, com os cavalos, burros e mulas. E ainda o gado. Era por aí que se deslocava a população para as festas, por onde levavam os produtos agrícolas, o peixe, o carvão e outras mercadorias para o mercado. Aquilo que não podia ser transportado por terra, seguia por mar, ao longo da costa da ilha.
Hoje, essa antiga rede de caminhos pedestres e trilhas tem vindo a ser reabilitada e posta à disposição de todos para usufruto da paisagem desta região única de Portugal. Cada um desses trilhos passa em zonas de beleza excecional, ligando quase todos os recantos de cada uma das ilhas, tanto junto ao mar, como em altitude.
Descubra os trilhos que melhor se adequem à sua vontade em: http://www.trails.visitazores.com