A321neo LR – Uma nova forma de voar

O Plano Operacional da companhia segue a calendarização estipulada, no que respeita à renovação da frota.

Em 2018, entraram ao serviço os dois novos A321neo (CS-TSF e CS-TSG) e iniciou-se o phase-out dos A310.

No início do ano de 2019 dará entrada na operação o primeiro A321LR, estando previsto que em 2020 a Azores Airlines tenha um total de quatro unidades LR e três A320.

Marcos do A321neo

Recentemente, uma companhia aérea europeia bateu o record do voo mais longo operado em A321neo. O voo entre Reykjavik, na Islândia (KEF), e Los Angeles (LAX), normalmente operado em A330, obrigou a companhia a recorrer ao A321neo, com capacidade para 218 passageiros, na sequência de uma avaria. O voo teve uma duração de 8h40, com 176 passageiros a bordo, sem escalas para abastecimento.

Foto: César Silva

Já a Azores Airlines realizou um voo em A321neo (CS-TSF) com cerca de 7h30. O voo com partida de Boston teria como destino final o Aeroporto de Ponta Delgada, mas devido às condições meteorológicas adversas foi obrigado a divergir para o Aeroporto de Lisboa. Neste momento, este é o voo mais longo operado com o equipamento A321neo na Azores Airlines.

Novo modelo a caminho da Azores Airlines

A Airbus já iniciou os testes para a nova variante do A321neo, o A321 LR (Long Range). O voo “inaugural” de teste teve a duração de 2 horas e 36 minutos.

O avião equipado com motores CFM Leap iniciou um programa de cerca de 100 horas de voos teste para obter as certificações da EASA e da FAA.

Voo teste Paris – Nova Iorque

Foto: Airbus

O novo modelo A321LR realizou o seu primeiro voo teste sobre o atlântico. O voo entre Paris e Nova Iorque foi realizado com sucesso.

Este novo modelo poderá acomodar até 240 passageiros e irá permitir às companhias aéreas operar rotas como Nova Iorque-Paris, Dubai-Pequim, Kuala Lumpur-Tóquio e Singapura-Sydney.

A321LR bate recorde em voo teste de 11 horas!

Mais recentemente, o A321LR mostrou a sua impressionante autonomia com um voo recorde entre Mahé, nas ilhas Seychelles, e Toulouse, na França, cobrindo uma distância total de 4.750 milhas náuticas em 11 horas!

Este voo faz parte do programa de 100 horas de testes e certificação de voo do A321LR. Para proporcionar condições de voo mais realistas e para melhor avaliar os sistemas de cabine, o A321LR transportou 162 “passageiros” (bonecos que replicam peso e calor dos seres humanos) e 16 membros de tripulação de testes.

O A321LR tem mais autonomia do que qualquer outro avião de passageiros de corredor único, com um peso máximo na descolagem de 97 toneladas (comparado com 93,5 toneladas do A321), além do acréscimo de um terceiro tanque de combustível auxiliar central.

Foto: César Silva

A uniformização total da frota da Azores Airlines permitirá ter todo o pessoal navegante técnico a voar o mesmo tipo de equipamento.

A uniformização da frota irá permitir, ainda, a transformação de rotas sazonais em rotas regulares, bem como aumentar o número de frequências em muitas das rotas existentes.

Outro objetivo será a abertura de rotas que até aqui não eram possíveis devido às dimensões dos aviões que operam as rotas de longo curso da companhia.